SAIA DO SOL E DA CHUVA, ENTRE...

A morada é simples, é sertaneja, mas tem alimento para o espírito, amizade e afeto.



domingo, 3 de outubro de 2021

ÚLTIMAS NOTÍCIAS NA TERRA BRASILIS


*Rangel Alves da Costa


Mesmo que poucos percebam, o mundo segue em cega obediência aos preceitos do Eclesiastes, o livro bíblico onde se tem que depois da chuva vem o sol, depois da tristeza vem o sorriso, e por aí vai.

Está claro em Eclesiastes que a inversão das coisas, dos fenômenos e das realidades, é inevitável. Nada permanece da mesma forma além do tempo permitido. Por isso que a noite chega após o dia, a morte chega após a vida.

Ao menos se espera que assim seja. Contudo, inegável que a vida, o mundo, a existência, parece se demorando demais no oposto negativo do livro bíblico referido, vez que entra dia e sai dia e as angústias tomando o lugar das possíveis felicidades.

Como uma estação que inevitavelmente chega, já era tempo de os horizontes da vida humana estarem abertos para a esperança, para o conforto da alma, até para o sorriso. Mas não, pois as notícias que surgem são sempre de desalentos e incertezas.

A realidade brasileira atual é exemplificação maior disso. Parece que a felicidade do povo (ao menos da maior parcela da população) deixou de existir, sumiu de vez. E o mais agravante é que a desesperadora situação, ao invés de se reverter em dias melhores, vai sendo acrescida de mais tormentos.

Fila para implorar ossos, famintos recolhendo restos nos lixos da burguesia, infinitas mãos estendidas pelas calçadas, a miséria absoluta onde antes havia café e pão. Remédio caro, a conta da energia chegando com valores absurdos, gás de cozinha e gasolina com preços difíceis de serem suportados.

Manchetes diárias dando conta das rachadinhas, das corrupções, dos abusos de poder, do balcão de negócios comandados pela primeira-dama, das atitudes tirânicas e animalescas do presidente, das milícias comandadas através do poder político, dos inquéritos enlameados e dos defensores do indefensável.

Desemprego, miséria e fome. Eis a realidade de um país cujo crescimento se resume exatamente em desemprego, miséria e fome. Desenvolveu a carência, o negacionismo da vida humana, a humilhação e a sordidez, mas a esperança não. O amanhã é apenas uma consequência do nada do ontem e do hoje.

Nada de pessimismo. Na verdade não cabe pessimismo, mas apenas refletir a realidade. Alguns certamente dirão que está tudo bem, às mil maravilhas, que nunca se viu tanto crescimento como no momento atual. Um discurso típico de política mentirosa. Somente a beleza do tapete é visível, pois o que se esconde logo abaixo é de enojar.

Em tais aspectos, o Eclesiastes está demorando demais a surtir efeito na terra brasilis. Ora, onde se proclamava o fim da miséria, agora se avista a miséria absoluta, a pobreza desenfreada, as mortes por falta de pão. Fogões de lenha para panelas vazias, mão estendida esperando que outro pobre venha em socorro.

O Brasil nunca passou por situação tão desesperadora. Desse modo, tem-se como ilusório, fantasioso e mentiroso, todo argumento afirmando que o país está em franca recuperação econômica. Onde mesmo? A carestia pontua por todo lugar, a cada novo dia um novo preço para o mesmo produto. Até quando?

Daí que não são nada animadoras as últimas notícias na terra brasilis. Neste desvão de vida, o que restar de vida daqui em diante já se terá como sorte grande. E como dito, o pior é que não se vê nenhuma esperança de melhoria.

Para exemplificar, o presidente exonerou o anterior presidente da Petrobras sob a alegação de que não aceitava as políticas praticadas no aumento dos preços dos combustíveis. Colocou outro, mas tudo continuou do mesmo jeito, com aumentos quase diários.

Então o presidente disse que não pode fazer mais nada quanto a isso, quanto a evitar os aumentos. Quer dizer, deixou a população ao deus dará. Como entregue às baratas, ou à manipulação dos mercados, todos os setores do País. E, conforme o presidente, nada poderá ser feito para mudar tal situação.

Em síntese, que morra o povo! 

Escritor


3 comentários:

Rere disse...

Thanks for sharing

visit our website

ittelkom jakarta

Joaquim Santana Neto disse...

Simplesmente meus Parabéns pela franca abordagem da realidade de nosso país hoje.

Fianda Briliyandi disse...

Good article, thanks for sharing, please visit

our website