SAIA DO SOL E DA CHUVA, ENTRE...

A morada é simples, é sertaneja, mas tem alimento para o espírito, amizade e afeto.



segunda-feira, 21 de abril de 2014

De amores amados e amantes (Poesia)


De amores amados e amantes


Rasga-se o conservadorismo amoroso
despe-se o moralismo da paixão
desnuda-se a face da concupiscência
revela-se o desejo aflorado no corpo
para que ao todo amor seja permitido
ser ele mesmo nos seus outros desejos
ainda que lascivos e ébrios de prazeres
ainda que molhados e desejosos de mais
mais amar e mais ter amor para revelar
porque não cabe num véu a existência
de amores mantidos em fingimentos
quando a realidade além da aparência
revela o que precisa surgir despertado
para enfim ser amor e amante e amado.


Rangel Alves da Costa

Um comentário:

ॐ Shirley ॐ disse...

Muito bom. Gostei!
Beijos!