SAIA DO SOL E DA CHUVA, ENTRE...

A morada é simples, é sertaneja, mas tem alimento para o espírito, amizade e afeto.



domingo, 20 de fevereiro de 2011

COMO OLHAR O ENTARDECER (Crônica)

COMO OLHAR O ENTARDECER

Rangel Alves da Costa*


O entardecer não é a tarde, são os momentos que antecedem a despedida desta e que muitos denominam de por do sol. Na tarde se perfaz uma parte do dia, enquanto no entardecer se perfaz uma parte da tarde.
A tarde se estende do meio dia até o ocaso, quando o sol se esconde e os sinais da noite começam a surgir; enquanto o entardecer se estende do coração até onde a saudade possa enxergar.
Seja sob qualquer condição climática, debaixo de chuva ou de sol, a tarde poderá ser vista uniformemente por todos, ainda mais quando o tempo está aberto, de céu azul e pessoas caminhando pela vida nos seus afazeres.
Com o entardecer é diferente, pois ainda que exista sempre, somente alguns têm o poder de encontrá-lo e reconhecê-lo. Eis que o entardecer traz consigo um mistério tão profundo que somente os que vivem, amam e sentem através do olhar podem compartilhar desse momento indescritível em sua plenitude.
Contudo, se existe aqueles de olhar já amigo e confidente do entardecer, mesmo assim esse instante mágico da natureza e dos elementos astrais pode ser compreendido e vivenciado por qualquer um, bastando que ao mirar adiante esteja tomado por sentimentos verdadeiros.
Mas umas lições básicas de como olhar e viver o entardecer sempre ajudará muito nesse encontro sentimental e afetivo.
Primeiro há que se perguntar qual o significado do entardecer em cada um. Então a pessoa se indaga se sente alguma transformação espiritual ao mirar mais demoradamente o entardecer, se o encontro com aquelas cores motiva alguma coisa e se aquele momento de solidão diante da paisagem tem o poder de transformar o seu pensamento.
O entardecer é sempre mais belo e influenciador do despertar de sentimentos se admirado e compartilhado quando a pessoa estiver sozinha ou ao lado de alguém que esteja ao seu lado pelo mesmo motivo, nunca em meio ao barulho ou na multidão que impeça da pessoa reencontrar-se.
Não é de qualquer lugar que os olhos devem se erguer para admirar e vivenciar o entardecer. Da janela que se descortina para o horizonte, em cima das montanhas ou dos montes, na pedra grande que está num local mais afastado, nas praças e jardins calmos e silenciosos, na praia ou onde o ambiente seja propício para o diálogo do espírito.
O entardecer é a visão ideal para recordar, lembrar, reviver momentos com pessoas queridas ou que tanto ama ou amou; é a porta aberta para voltar ao passado através da imaginação, para viver coisas boas e sonhar com tudo que grandiosamente lhe venha à mente; é o instante para refletir e se encontrar, para o diálogo consigo mesmo, para deixar que o coração tenha vez e voz.
Cabe tudo no entardecer, e se for coisas e pensamentos bons cabe muito mais. Cabe a prece e a oração, a diálogo com Deus que está presente e ouvindo na própria paisagem, o sorriso e a alegria, a face entristecida pela lembrança e a lágrima que não se conteve, o silêncio e o grito, cabe adormecer e acordar sempre mais feliz e realizado.
No entardecer cabe admirá-lo de mãos dadas, de mãos levantadas em louvor, de mãos que buscam os olhos para enxugar as lágrimas; cabe apreciá-lo com o diário na mão para escrever coisas bonitas, com a bíblia aberta, jogando oferendas adiante, pintando na tela o seu significado, as suas cores e o seu amarelo-avermelhado; cabe enxergá-lo até de olhos fechados, de braços abertos para o mundo e recebendo no corpo e espírito as influências positivas desse resto de sol.
Mas se o tempo estiver fechado, com a chuva caindo ou tudo nublado adiante e ao redor, ainda assim não esqueça do entardecer. Nunca esqueça do entardecer. O entardecer é uma presença no sentimento e não somente uma visão de fim de tarde.




Poeta e cronista
e-mail: rangel_adv1@hotmail.com
blograngel-sertao.blogspot.com

Um comentário:

Toninhobira disse...

É amigo,agora quando estiver perdido em meus pensamentos diante da beleza do Por do Sol,lembrarei sempre desta reflexão sobre o entardecer,que belamente descreve.Meu abraço de paz.Amanhã estarei retirando os livros.